A CULPA É DO BENFICA?

FUTEBOL PORTUGUÊS: CONTRIBUTO PARA A SUA COMPREENSÃO

Vai por aí uma enorme agitação motivada pelos recentes fenómenos da arbitragem no futebol português. Chega-se a fazer acusações ao Benfica, argumentando que este clube manipula os árbitros dando-lhes prendas diversas para que venha a ser beneficiado.

Rejeito completamente estas ideias!

Reconheço que sim, que existe um problema sério no futebol português, mas recuso-me a acreditar que exista algum esquema ilícito por parte do Benfica.

Ao longo deste texto, tentarei expor o meu pensamento sobre esta problemática. Assim:

Pense nos seus amigos; nas pessoas que conhece; nas que encontra no trabalho ou no café. Pense nas preferências clubísticas de cada um deles; quais são os clubes de que são adeptos? Pense…

Provavelmente terá concluído que a maioria dos seus amigos e conhecidos é adepta do Benfica. E não precisa de se espantar, já que é o próprio clube, o Benfica, que reivindica “mais de 6 milhões de adeptos” em Portugal. E “mais de 6 milhões” significa cerca de 70% da população portuguesa. É obra! Mas é a pura verdade. Em qualquer cidade, vila ou lugarejo, a maioria das pessoas é benfiquista. De resto, uma recente sondagem veio mostrar que na própria cidade do Porto a percentagem de benfiquistas é superior à de portistas. A hegemonia do Benfica, ao nível dos adeptos, é indiscutível e esmagadora!

Este é um fenómeno especificamente português. Nos mais representativos países europeus não existe qualquer clube que tenha uma representatividade nacional semelhante à do Benfica em Portugal; em Espanha, por exemplo, o Barcelona é hegemónico na Catalunha mas poucos adeptos tem nas outras regiões, sucedendo algo semelhante com o Real Madrid; em Inglaterra, os adeptos do Manchester United são, essencialmente, da sua região e, mesmo assim, dividem os apoios com o City; só na cidade de Londres há o Arsenal (o clube inglês com mais sócios), o Chelsea, o Tottenham, o West Ham, o Fulham, o Queens Park Rangers e o Crystal Palace, só para referir os que militam na primeira liga; na Alemanha, na França e na Itália sucedem fenómenos semelhantes, isto é, os clubes são eminentemente regionais, quando não apenas locais, e não há nenhum que tenha um cariz “nacional”.

Em Portugal, como já teve oportunidade de conferir, acontece o contrário; há um clube que tem um esmagador apoio a nível de todo o país: o Benfica! Importa dizer que o actual presidente do Benfica tem levado a cabo uma acção de promoção do clube, com forte uso dos media, que o fez crescer notoriamente ao nível do apoio popular. Note-se, a este propósito, que o Benfica já foi o clube com mais sócios a nível mundial e que, mesmo depois de eliminados os mortos, ainda é, salvo erro, o terceiro maior! Um portento, portanto.

Podemos, agora, pensar em extractos da população portuguesa; pensemos, por exemplo, nos funcionários públicos, que representam uma amostra aleatória da população. Pois é, cerca de 70% dos funcionários públicos serão benfiquistas. E os deputados da Assembleia da República? Não tenha dúvidas: 70% são do Benfica. E os médicos e os juízes? Claro, 7 em cada 10 será benfiquista. E os jornalistas? E os comentadores? E os analistas de jogadas, aqueles que nos jornais e nas TV nos “explicam” porque é que um penalti foi bem ou mal assinalado? E os… ? Exacto! Em qualquer estrato ou amostra da população haverá a mesma percentagem de benfiquistas.

E os presidentes dos clubes de futebol portugueses? Olhe, um dia destes tive ocasião de conversar com o presidente de um clube de futebol que está a disputar a primeira liga. Disse-me ele: “Eu quero que o Benfica ganhe sempre, menos quando jogar com o meu clube!”. E, bem vistas as coisas, isto é natural; é que os presidentes dos clubes não deixam de ser portugueses como todos os outros, logo, a probabilidade de serem benfiquistas andará nos tais 70%.

Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | 4 Comentários

Não esquecer os crimes do Fidel Castro

(e do Che Guevara, já agora)

Se souvenir des crimes de Fidel Castro

 

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Avaliação de Professores segundo Bill Gates

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

35 anos !

Fez há pouco 35 anos que, na Desinel, começamos a programar num computador pessoal.

Era um Tandy Radio Shack TRS 80, uma máquina com um processador Intelo 8080, Ram de 128 KB e dois drives de Floppy Disk 5 1/4” de 140 KB. Uma máquina!

Foi nele que desenvolvemos as nossas duas primeiras aplicações. Um programa de contabilidade geral e um de processamento de vencimentos, que, na sua essência, foram comercializados durante mais de 20 anos.

Era tudo tão novo naquele tempo…

Não deixo de sentir uma certa nostalgia.

TRS-80 Model I

 

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Pedro Passos Coelho

Entrevista à SIC em 2016/10/04

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Para memória futura

JOÃO GALAMBA AFIRMA QUE NÃO HAVERÁ AUMENTO DO IRS PARA OS TRABALHADORES

 

O ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, assegurou esta quinta-feira que o Orçamento de Estado para 2017 trará “uma diminuição da carga fiscal” para todos os portugueses

 

 

Publicado em Uncategorized | 1 Comentário

Desfile de Fanfarras – 2016

Bombeiros Voluntários de Mangualde

 

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário